Já sou Afiliado

Logo_onph_500x500compress

Crescer profissionalmente

O desafio do terapeuta: aqui estão 5 dicas para conquistar pacientes.

As clínicas são uma área de atuação muito interessante para terapeutas recém-formados. No entanto, muitos deles encontram dificuldades para atender grande número de pacientes e se consolidar na área. Isso pode ser considerado um dos maiores desafios enfrentados pelos terapeutas – não apenas para iniciantes, mas também para profissionais experientes.

Embora os curso preparem os terapeutas para um excelente trabalho clínico, na maioria das vezes os alunos não são expostos a orientações quanto à atuação como freelancer. O conhecimento empreendedor é fundamental para o sucesso nesta área.

Pensando nisso, neste artigo, trazemos 5 dicas relevantes que vão te ajudar a conquistar pacientes e alcançar seus objetivos de carreira. se apresse?

1. Defina seu público
Geralmente, o primeiro pensamento do terapeuta ao iniciar sua carreira nos atendimentos é ampliar ao máximo suas possibilidades de consultas. Portanto, não é incomum que os profissionais ofereçam atendimento a crianças, adolescentes e adultos com as mais diversas necessidades.

Se por um lado isso ajuda a ampliar seu leque de oportunidades, também pode limitar seu desempenho. Parece contraditório? A lógica é a seguinte: cada vez mais as pessoas procuram profissionais por se sentirem mais seguras assim. Por exemplo, pais que procuram um terapeuta para seus filhos, teriam maior probabilidade de contratar alguém que atenda apenas a esse público.

Isso porque, nesses casos, os profissionais demonstram conhecimento aprofundado, focando em suas áreas de estudo e prática. Diante disso, participar como generalista pode não ser a melhor opção. Esse caminho dificulta que você seja referência na sua área de atuação.

2. Qualificações profissionais de investimento
Uma ótima forma de seguir a dica anterior é buscar se capacitar cada vez mais. Para ser considerado um especialista em um assunto, além de ter experiência em trabalhar com um público específico, o terapeuta deve fazer cursos, participar de eventos e, claro, ter o maior número de especializações em sua área.

A conclusão de programas profissionais pode ajudar a enfrentar os desafios e eventos de terapia e atrair pacientes que procuram profissionais confiáveis. Por exemplo, ser especialista em crianças dá mais credibilidade às famílias que buscam esse atendimento.

Mas não se trata apenas de fazer cursos para melhorar suas qualificações. A pesquisa pessoal de livros e artigos científicos também é fundamental para se manter atualizado em seu campo. Além disso, juntar-se a um grupo com colegas interessados no mesmo campo ajuda a manter a motivação e a se envolver em discussões promissoras.

Outra atividade relevante para enriquecer seu currículo é participar de eventos como palestras, seminários e simpósios. A ciência psicológica está sempre avançando, e essas linhas do tempo continuam acontecendo para construir novos conhecimentos.
Vale a pena ser atuante nos encontros da sua área.

Por fim, há sempre a opção de fazer cursos de atualização com terapeutas especializados. É importante não parar na especialização. Além dos estudos, lembre-se de investir também em supervisão clínica. Ter um profissional experiente e competente para orientar os seus casos ajuda muito a aumentar a qualidade do seu trabalho.

3. Ofereça um ambiente confortável
Quando um paciente chega à clínica ou ao consultório para terapia, ele espera ser bem atendido e se sentir acolhido no local. Isso não depende apenas da sua postura ao conhecê-lo, mas também da estrutura que você oferece. Ter um recepcionista esclarecido e educado, por exemplo, é o primeiro passo.

Além disso, invista na decoração do seu espaço. Ambientes bonitos e agradáveis são necessários para que o paciente fique à vontade e deseje voltar a frequentar a clínica ou o consultório. Nunca esqueça também do conforto dos móveis. Tenha sofás e poltronas confortáveis na sala de espera e na de atendimento.

Ao decorar os ambientes, prefira usar cores claras. As vibrantes podem causar desconforto visual e até agitação emocional. Se você fizer atendimento de crianças, é preciso pensar em detalhes coloridos e disponibilidade de brinquedos e, claro, ter muita atenção com a segurança do mobiliário.

Outro ponto relevante em relação à estrutura da clínica é sua localização. Para atrair pacientes e minimizar os desafios do terapeuta no início da carreira, é interessante atender em lugares centrais e com acesso facilitado. Dê preferência para prédios em bairros movimentados, com segurança na rua e estacionamento. Esses aspectos vão aumentar a procura pelo seu serviço.

4. Aposte em um bom networking
Ainda que durante o atendimento você esteja sozinho com o seu paciente, isso não significa que o terapeuta clínico atua de forma solitária. No mundo profissional, todos precisamos de bons contatos para crescer. Por isso, construir um bom networking é uma necessidade.

Com frequência, colegas e professores da faculdade são os primeiros a indicar seu trabalho. Logo, vale a pena manter contato com eles depois de formado para trocar experiências profissionais. Também é possível fechar parcerias com outras pessoas que trabalham na área de saúde, como médicos, psiquiatras e nutricionistas.

Você pode construir esses relacionamentos atuando em projetos multiprofissionais ou fazendo cursos e participando de eventos. Outra estratégia interessante é oferecer serviços como palestras em escolas. Além de estabelecer parcerias, você se faz mais conhecido para o público e divulga seu trabalho clínico.
Vale a pena participar ativamente de conferências em sua área.

Por fim, há sempre a opção de fazer um curso de atualização com um terapeuta especialista. É importante não parar na especialização. Além da pesquisa, lembre-se de investir também na supervisão clínica. Ter profissionais experientes e competentes para orientar o seu caso pode ajudar a melhorar a qualidade do seu trabalho.

5. Proporcione um ambiente confortável
Quando um paciente chega a uma clínica ou consultório psiquiátrico, espera ser bem cuidado e sentir-se acolhido ali. Depende não apenas da sua atitude ao conhecê-lo, mas também da estrutura que você oferece. Por exemplo, ter uma recepcionista de mente aberta e educada é o primeiro passo.

Além disso, invista na decoração do seu espaço. Um ambiente bonito e agradável é necessário para que os pacientes se sintam confortáveis e queiram retornar à clínica ou consultório. Nunca se esqueça do conforto dos móveis. A sala de espera e a sala de recepção possuem sofás e poltronas confortáveis.

Na hora de decorar o ambiente, prefira usar cores claras. Vibrante pode causar desconforto visual e até mudanças de humor. Se você cuida de crianças, precisa considerar detalhes coloridos e a disponibilidade de brinquedos e, claro, prestar muita atenção à segurança dos móveis.

Outro ponto relevante em relação à estrutura da clínica é sua localização. Para atrair pacientes e minimizar os desafios para os terapeutas no início de suas carreiras, é divertido visitá-los em um local central e conveniente. Priorize edifícios em bairros movimentados com segurança nas ruas e estacionamento. Esses aspectos aumentarão a demanda por seus serviços.

6. Aposte em uma boa rede
Embora você esteja sozinho com o paciente durante o atendimento, isso não significa que o psicólogo clínico atue sozinho. No mundo profissional, todos nós precisamos de boas conexões para crescer. Portanto, é necessário estabelecer uma boa rede.

Muitas vezes, colegas e professores universitários são os primeiros a indicar seu trabalho. Por isso, vale a pena manter contato com eles após a graduação e trocar experiências profissionais. Também podem ser feitas parcerias com outras pessoas que atuam na área da saúde, como médicos, psiquiatras e nutricionistas.

Você pode construir esses relacionamentos trabalhando em projetos multiprofissionais ou fazendo cursos e participando de eventos. Outra estratégia interessante é oferecer serviços como palestras nas escolas. Além de construir parcerias, você pode se tornar mais conhecido do público e divulgar seu trabalho clínico.

7. Saiba como usar o marketing digital
Atualmente, uma das principais formas de disseminação do serviço é a Internet. Fazer um flyer ou cartão de visita para distribuição ainda funciona, mas não há dúvidas de que você precisa alavancar o marketing digital se quiser expandir seu alcance. A maioria das pessoas faz suas pesquisas online antes de marcar uma consulta.
Alguns sites coletam especificamente dados de profissionais de saúde. Registrar-se com eles é muito útil porque quando as pessoas procuram um psicólogo, você aparecerá nos resultados. Além disso, a tecnologia que gera muitas recompensas é a interação das redes sociais.

Montar uma página na internet e postar conteúdo relevante sobre psicologia ajuda a aumentar seu reconhecimento na sociedade e ajuda a difundir o conhecimento. Ao visitar seu perfil e ler o que você escreveu, as pessoas entenderão melhor como funciona a psicoterapia e terão interesse em entrar em contato com sua clínica.

De posse dessas dicas, você poderá superar os desafios de ser terapeuta e alcançar o sucesso profissional. Não deixe de investir na sua carreira se especializando e mostrando um ótimo trabalho. Isso aumenta a confiança do paciente e atrai novos amigos.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe

Crescer profissionalmente

O desafio do terapeuta: aqui estão 5 dicas para conquistar pacientes.

As clínicas são uma área de atuação muito interessante para terapeutas recém-formados. No entanto, muitos deles encontram dificuldades para atender grande número de pacientes e se consolidar na área. Isso pode ser considerado um dos maiores desafios enfrentados pelos terapeutas – não apenas para iniciantes, mas também para profissionais experientes.

Embora os curso preparem os terapeutas para um excelente trabalho clínico, na maioria das vezes os alunos não são expostos a orientações quanto à atuação como freelancer. O conhecimento empreendedor é fundamental para o sucesso nesta área.

Pensando nisso, neste artigo, trazemos 5 dicas relevantes que vão te ajudar a conquistar pacientes e alcançar seus objetivos de carreira. se apresse?

1. Defina seu público
Geralmente, o primeiro pensamento do terapeuta ao iniciar sua carreira nos atendimentos é ampliar ao máximo suas possibilidades de consultas. Portanto, não é incomum que os profissionais ofereçam atendimento a crianças, adolescentes e adultos com as mais diversas necessidades.

Se por um lado isso ajuda a ampliar seu leque de oportunidades, também pode limitar seu desempenho. Parece contraditório? A lógica é a seguinte: cada vez mais as pessoas procuram profissionais por se sentirem mais seguras assim. Por exemplo, pais que procuram um terapeuta para seus filhos, teriam maior probabilidade de contratar alguém que atenda apenas a esse público.

Isso porque, nesses casos, os profissionais demonstram conhecimento aprofundado, focando em suas áreas de estudo e prática. Diante disso, participar como generalista pode não ser a melhor opção. Esse caminho dificulta que você seja referência na sua área de atuação.

2. Qualificações profissionais de investimento
Uma ótima forma de seguir a dica anterior é buscar se capacitar cada vez mais. Para ser considerado um especialista em um assunto, além de ter experiência em trabalhar com um público específico, o terapeuta deve fazer cursos, participar de eventos e, claro, ter o maior número de especializações em sua área.

A conclusão de programas profissionais pode ajudar a enfrentar os desafios e eventos de terapia e atrair pacientes que procuram profissionais confiáveis. Por exemplo, ser especialista em crianças dá mais credibilidade às famílias que buscam esse atendimento.

Mas não se trata apenas de fazer cursos para melhorar suas qualificações. A pesquisa pessoal de livros e artigos científicos também é fundamental para se manter atualizado em seu campo. Além disso, juntar-se a um grupo com colegas interessados no mesmo campo ajuda a manter a motivação e a se envolver em discussões promissoras.

Outra atividade relevante para enriquecer seu currículo é participar de eventos como palestras, seminários e simpósios. A ciência psicológica está sempre avançando, e essas linhas do tempo continuam acontecendo para construir novos conhecimentos.
Vale a pena ser atuante nos encontros da sua área.

Por fim, há sempre a opção de fazer cursos de atualização com terapeutas especializados. É importante não parar na especialização. Além dos estudos, lembre-se de investir também em supervisão clínica. Ter um profissional experiente e competente para orientar os seus casos ajuda muito a aumentar a qualidade do seu trabalho.

3. Ofereça um ambiente confortável
Quando um paciente chega à clínica ou ao consultório para terapia, ele espera ser bem atendido e se sentir acolhido no local. Isso não depende apenas da sua postura ao conhecê-lo, mas também da estrutura que você oferece. Ter um recepcionista esclarecido e educado, por exemplo, é o primeiro passo.

Além disso, invista na decoração do seu espaço. Ambientes bonitos e agradáveis são necessários para que o paciente fique à vontade e deseje voltar a frequentar a clínica ou o consultório. Nunca esqueça também do conforto dos móveis. Tenha sofás e poltronas confortáveis na sala de espera e na de atendimento.

Ao decorar os ambientes, prefira usar cores claras. As vibrantes podem causar desconforto visual e até agitação emocional. Se você fizer atendimento de crianças, é preciso pensar em detalhes coloridos e disponibilidade de brinquedos e, claro, ter muita atenção com a segurança do mobiliário.

Outro ponto relevante em relação à estrutura da clínica é sua localização. Para atrair pacientes e minimizar os desafios do terapeuta no início da carreira, é interessante atender em lugares centrais e com acesso facilitado. Dê preferência para prédios em bairros movimentados, com segurança na rua e estacionamento. Esses aspectos vão aumentar a procura pelo seu serviço.

4. Aposte em um bom networking
Ainda que durante o atendimento você esteja sozinho com o seu paciente, isso não significa que o terapeuta clínico atua de forma solitária. No mundo profissional, todos precisamos de bons contatos para crescer. Por isso, construir um bom networking é uma necessidade.

Com frequência, colegas e professores da faculdade são os primeiros a indicar seu trabalho. Logo, vale a pena manter contato com eles depois de formado para trocar experiências profissionais. Também é possível fechar parcerias com outras pessoas que trabalham na área de saúde, como médicos, psiquiatras e nutricionistas.

Você pode construir esses relacionamentos atuando em projetos multiprofissionais ou fazendo cursos e participando de eventos. Outra estratégia interessante é oferecer serviços como palestras em escolas. Além de estabelecer parcerias, você se faz mais conhecido para o público e divulga seu trabalho clínico.
Vale a pena participar ativamente de conferências em sua área.

Por fim, há sempre a opção de fazer um curso de atualização com um terapeuta especialista. É importante não parar na especialização. Além da pesquisa, lembre-se de investir também na supervisão clínica. Ter profissionais experientes e competentes para orientar o seu caso pode ajudar a melhorar a qualidade do seu trabalho.

5. Proporcione um ambiente confortável
Quando um paciente chega a uma clínica ou consultório psiquiátrico, espera ser bem cuidado e sentir-se acolhido ali. Depende não apenas da sua atitude ao conhecê-lo, mas também da estrutura que você oferece. Por exemplo, ter uma recepcionista de mente aberta e educada é o primeiro passo.

Além disso, invista na decoração do seu espaço. Um ambiente bonito e agradável é necessário para que os pacientes se sintam confortáveis e queiram retornar à clínica ou consultório. Nunca se esqueça do conforto dos móveis. A sala de espera e a sala de recepção possuem sofás e poltronas confortáveis.

Na hora de decorar o ambiente, prefira usar cores claras. Vibrante pode causar desconforto visual e até mudanças de humor. Se você cuida de crianças, precisa considerar detalhes coloridos e a disponibilidade de brinquedos e, claro, prestar muita atenção à segurança dos móveis.

Outro ponto relevante em relação à estrutura da clínica é sua localização. Para atrair pacientes e minimizar os desafios para os terapeutas no início de suas carreiras, é divertido visitá-los em um local central e conveniente. Priorize edifícios em bairros movimentados com segurança nas ruas e estacionamento. Esses aspectos aumentarão a demanda por seus serviços.

6. Aposte em uma boa rede
Embora você esteja sozinho com o paciente durante o atendimento, isso não significa que o psicólogo clínico atue sozinho. No mundo profissional, todos nós precisamos de boas conexões para crescer. Portanto, é necessário estabelecer uma boa rede.

Muitas vezes, colegas e professores universitários são os primeiros a indicar seu trabalho. Por isso, vale a pena manter contato com eles após a graduação e trocar experiências profissionais. Também podem ser feitas parcerias com outras pessoas que atuam na área da saúde, como médicos, psiquiatras e nutricionistas.

Você pode construir esses relacionamentos trabalhando em projetos multiprofissionais ou fazendo cursos e participando de eventos. Outra estratégia interessante é oferecer serviços como palestras nas escolas. Além de construir parcerias, você pode se tornar mais conhecido do público e divulgar seu trabalho clínico.

7. Saiba como usar o marketing digital
Atualmente, uma das principais formas de disseminação do serviço é a Internet. Fazer um flyer ou cartão de visita para distribuição ainda funciona, mas não há dúvidas de que você precisa alavancar o marketing digital se quiser expandir seu alcance. A maioria das pessoas faz suas pesquisas online antes de marcar uma consulta.
Alguns sites coletam especificamente dados de profissionais de saúde. Registrar-se com eles é muito útil porque quando as pessoas procuram um psicólogo, você aparecerá nos resultados. Além disso, a tecnologia que gera muitas recompensas é a interação das redes sociais.

Montar uma página na internet e postar conteúdo relevante sobre psicologia ajuda a aumentar seu reconhecimento na sociedade e ajuda a difundir o conhecimento. Ao visitar seu perfil e ler o que você escreveu, as pessoas entenderão melhor como funciona a psicoterapia e terão interesse em entrar em contato com sua clínica.

De posse dessas dicas, você poderá superar os desafios de ser terapeuta e alcançar o sucesso profissional. Não deixe de investir na sua carreira se especializando e mostrando um ótimo trabalho. Isso aumenta a confiança do paciente e atrai novos amigos.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe